Geral Pará

Programa Forma Pará inscreve para 1.867 vagas no ensino superior em mais de 35 municípios

Coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), iniciativa envolve prefeituras e universidades

12/11/2021 às 16h55
Por: Pará1 Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará

Os estudantes de 37 municípios/distritos paraenses devem ficar atentos aos prazos de inscrições para a realização da prova do processo seletivo especial da chamada 2021 do Forma Pará. Programa do governo estadual, coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), o Forma Pará conta com a parceria das prefeituras municipais e das Instituições de Ensino Superior (IES) Públicas para diminuir o déficit na oferta de curso superior no estado.

Na próxima terça-feira (16) se encerra o prazo para inscrições nos cursos que serão ministrados por quatro dessas IES, são elas: Universidade Federal do Pará (UFPA); Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra); Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa); Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa). Já na quinta-feira (18), o prazo se encerra para os cursos da Universidade do Estado do Pará (Uepa). E no dia 24, os cursos do Instituto Federal do Pará (IFPA).

Em todos os casos, a taxa de inscrição é de R$ 80,00 (oitenta reais). Aqueles que não puderem pagar a taxa devem pedir a isenção, conforme as orientações dos editais de cada instituição. Assim como pode ser feita a solicitação de atendimento especial. A prova do processo seletivo de todas as IES será em 5 de dezembro de 2021, simultaneamente, em todos os municípios nos quais o programa fez esta chamada.

CURSOS E MUNICÍPIOS

Os cursos ofertados e os municípios atendidos pela chamada 2021 do Forma Pará, por meio da UFPA são: Licenciatura em Música, 40 vagas, em Ponta de Pedras; Engenharia Civil, em Barcarena e Rondon do Pará (50 vagas cada); Agronomia, 45 vagas, em Novo Repartimento; Enfermagem, 42 vagas, em Cametá; Engenharia Mecânica, 50 vagas, em Nova Ipixuna; e Turismo, 50 vagas, em Salinópolis. O que totaliza 327 vagas.

Por meio da Unifesspa, a oferta é de 550 vagas dos seguintes cursos em 12 municípios: Zootecnia, 40 vagas, em Piçarra; Geologia, 40 vagas, em Ourilândia do Norte; Medicina Veterinária, 40 vagas, em Tucumã; Engenharia Mecânica, 40 vagas, em Tailândia; Matemática, em Abel Figueiredo, Cumaru do Norte e Santa Maria das Barreiras (50 vagas em cada); Engenharia Civil, em Rio Maria, Almeirim e Eldorado dos Carajás (50 vagas em cada); Engenharia da Computação, 40 vagas, em Nova Ipixuna; e Direito da Terra, 50 vagas, em Itupiranga.

Por meio da Ufra serão ofertadas 150 vagas nos cursos: Sistemas de Informação, 50 vagas, em Belém/Icoaraci; Ciências Contábeis, 50 vagas, em Salvaterra; e Licenciatura em Letras – Língua Portuguesa, 50 vagas, em Santa Cruz do Arari. E pela Ufopa, o curso é Gestão Pública  e Desenvolvimento Regional, 40 vagas, em Alenquer.

Pela Uepa, o Forma Pará também abriu 500 vagas (50 em cada) em outros dez municípios: Tecnólogo em  Gastronomia, em Belém/Mosqueiro; Engenharia Civil, em Bragança; Engenharia de Produção, em Acará; Engenharia de Software, em Baião; Bacharelado em Enfermagem, em Goianésia e Mocajuba;  Licenciatura em Educação Física, em Tracuateua; Licenciatura em Ciências Biológicas, em Bagre; Licenciatura em Geografia, em Muaná; e Licenciatura Intercultural Indígena, em Parauapebas (Terra Indígena).

Já pelo IFPA, a oferta é de 300 vagas.  Os cursos e os municípios são: Engenharia de Pesca, em Bonito; Engenharia de Alimentos, em Santa Maria; Tecnologia em Gestão Ambiental, em Belém/Icoaraci; Tecnologia em Agroecologia, em Bom Jesus do Tocantins e em Cachoeira do Arari; e Engenharia Agronômica, em Novo Progresso. Serão ofertadas 50 vagas em cada um desses municípios.

O PROGRAMA

O Forma Pará é uma ação do governo do estado executada de maneira inovadora, unindo esforços com as IES públicas, prefeituras e organizações sociais. Ele busca reduzir o déficit da educação superior no Pará, ofertando cursos em municípios/distritos que não tenham campi das instituições ou que, caso tenham campus universitário, possuam demanda para determinado curso que não é ofertado. Em 2021, o Forma Pará chega a três anos de execução, ofertando cerca de 4.000 vagas em cursos de graduação em áreas de licenciatura, bacharelado e tecnológico. Já foram alcançados mais de 50 municípios em 11 das 12 regiões de integração do estado.

Para a secretária adjunta da Sectet e gestora do programa, Edilza Fontes, o Forma Pará só tem todo este êxito porque foi algo muito bem pensado e planejado. “O nosso titular Carlos Maneschy e o governador Helder Barbalho idealizaram este programa ainda na campanha para o governo. E hoje ele chega aos municípios, faz a inclusão da juventude, ajuda as pessoas a mudarem de vida. Em 2022, já vamos superar a meta inicial que era a oferta de quatro mil vagas em quatro anos. Chegaremos a perto de seis mil vagas ofertadas”, comemora.

SERVIÇO

Os editais estão disponíveis em https://portalfadesp.org.br/?page_id=316 , exceto o da UFPA que se encontra no site do Centro de Processos Seletivos (https://www.ceps.ufpa.br/).

Por Fernanda Graim (SECTET)
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio