Geral Pará

Sedap incentiva produção de alevinos e açaí em Terra Alta

O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Aquicultura e Pesca (Sedap), já doou mais de 1,5 milhões de alevinos a piscicultores como incentivo à criação de peixes, em três anos, nas duas as estações de reprodução (Terra Alta e...

13/11/2021 às 00h30
Por: Pará1 Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará

O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Aquicultura e Pesca (Sedap), já doou mais de 1,5 milhões de alevinos a piscicultores como incentivo à criação de peixes, em três anos, nas duas as estações de reprodução (Terra Alta e de Santarém),  distribuídos nos municípios das regiões de integração do Guamá, Baixo Tocantins e Tapajós.

Em Terra Alta, a Unidade Agropecuária (Uagro) produz alevinagem   e fruticultura, especialmente a produção de mudas de açaí. Vinculada à regional em Castanhal junto a mais 20 municípios atendidos, a Uagro avança no repasse às comunidades.

Para o coordenador da regional da Sedap, João Pinheiro, acredita que o trabalho beneficia a população com a qualidade do produto que chega ao consumidor paraense. “Isso gera um impacto para o produtor, não apenas pelo alimento, mas gerando renda extra. Além disso, através da oficialização de demanda, a Sedap realiza a formação técnica direto na propriedade do produtor”, pontua João.

Mesmo com a pandemia, a Uagro realizou a doação de 20 mil mudas de açaí até outubro de 2021. Para o ano que vem a previsão é alcançar 50 mil mudas do fruto. “Na alevinagem doamos em três anos um milhão de alevinos e pretendemos atingir 500 mil em 2022”, acrescenta João.

Aquicultura

Alevino (ou alevim) é a designação dada aos peixes recém saídos do ovo e que já reabsorveram o saco vitelino ou, no caso dos ovovivíparos, logo após o nascimento. Em Terra Alta, a produção foca na espécie tambaqui, além de pirapitinga e mais recentemente recebeu um casal de pirarucu, da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) em Castanhal.

O processo produtivo da alevinagem considera cuidados desde a captura de matrizes, passando pela desova das pós-larvas até atingir o tamanho de alevinos. 

Celso Negrão, auxiliar de piscicultura, informa que são aplicados hormônios para a reprodução. “Eles soltam as ovas que vão para encubadeira, durante cinco ou seis dias, e depois fazemos a transferência para o viveiro. Após 30 dias, se formam os alevinos. A água precisa ser tratada para receber as larvas. Adubamos com esterco de galinha, ureia e calcário. Para tornar o PH básico, pois se estiver ácido as larvas morrem”, explica.

A cada 100 mil larvas, 50% podem se desenvolver, pois ainda existem as ações de predadores, como as jacintas e donatas, além de outras questões como a temperatura. 

Fruticultura

A fruticultura na Uagro de Terra Alta tem como carro chefe a produção de mudas de açaí. Romualdo Barata Evangelista, prático rural da instituição detalha o processo produtivo.
Entre os principais cuidados está a irrigação das mudas, que conta com dois sistemas, sobretudo para o verão quando chove menos.

Giovanni Queiroz, secretário de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca anunciou que foram liberados recursos para a recuperação estrutural de toda a estação de Terra Alta. “Já agora no mês de dezembro, vamos estar liberando alevinos dos peixes redondos, tipo tambaqui, pacu e outros mais. Logicamente estamos nos preparando ainda para que no ano que vem possamos liberar também alevinos do pirarucu, que é um peixe tão desejado por todos os brasileiros, especialmente pelos paraenses. Com isso, podemos abastecer o mercado internacional e nacional. Essa é a nossa meta e se Deus quiser vamos alcançar, até porque a licitação para a reconstrução e reestruturação de toda a Estação já está em fase final e nós vamos poder iniciar imediatamente essa recuperação”, afirmou.

OUTRAS AÇÕES DO GOVERNO NO MUNICÍPIO

Em agosto de 2019, os moradores de Terra Alta receberam o escritório da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) e a Escola Estadual Inácio Passarinho no município reformada (foi a 19° entregue pelo governador Helder Barbalho em 2019).

Por Dayane Baía (SECOM)
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio